Com show de Willian, Corinthians se recupera e faz 3 a 1 no Botafogo na estreia do Brasileirão - Na Cara do Gol MT

Últimas Notícias

segunda-feira, 11 de abril de 2022

Com show de Willian, Corinthians se recupera e faz 3 a 1 no Botafogo na estreia do Brasileirão

 


O Corinthians tem que agradecer a Willian, um de seus astros do elenco, a reabilitação em campo depois de todo o clima conturbado com ameaças de torcedores a jogadores – casos de Cássio e o próprio Willian. Com uma grande atuação nos 49 minutos em que esteve em campo (contando os acréscimos do primeiro tempo), o meia-atacante correu, tabelou e deu duas assistências na vitória sobre o Botafogo por 3 a 1, neste domingo, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, na estreia do Campeonato Brasileiro.

Após a derrota na Bolívia para o Always Ready, no meio de semana, pela estreia na Copa Libertadores, o técnico português Vítor Pereira fez cinco trocas no time titular e a estratégia deu certo. Com mais agressividade em campo, as jogadas aconteceram com mais naturalidade e os gols também.

Paulinho, Gustavo Mantuan e Lucas Piton balançaram as redes no Engenhão para o Corinthians. No segundo tempo, Diego Gonçalves diminuiu para o Botafogo em cobrança de pênalti. Essa foi a primeira vitória do Timão em estreia de Brasileirão desde 2018.

Reabilitado e com muitos jogadores titulares descansados – Renato Augusto e Gil nem entraram em campo e Paulinho e Willian saíram no intervalo -, o Corinthians tentará vencer pela primeira vez na Libertadores neste meio de semana. Na quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), receberá o Deportivo Cali, da Colômbia, na Neo Química Arena, em São Paulo. Pelo Brasileirão, também casa, vai enfrentar o Avaí, no próximo sábado, às 19 horas.

O Botafogo, com a semana livre por não disputar qualquer competição internacional, só voltará a campo no próximo domingo, também às 19 horas, contra o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza.

O jogo – Em uma postura totalmente diferente dos últimos jogos – derrotas para São Paulo (semifinal do Campeonato Paulista) e Always Ready -, o Corinthians mostrou muita agressividade e rapidez no toque de bola ofensivo com as alterações feitas por Vítor Pereira. Willian foi o dono do jogo na primeira etapa com velocidade, inteligência e ótimo posicionamento.

Com o Botafogo mostrando muito nervosismo, o Corinthians aproveitou os espaços deixados na defesa carioca. Assim saiu o primeiro gol, aos 16 minutos. Willian recebeu pela esquerda, chegou perto da área e cruzou de três dedos para o meio. Paulinho chutou de primeira no canto direito de Gatito Fernández.

A vantagem no placar deu ainda mais calma ao Corinthians, que seguiu dando as cartas em campo. Aos 25 minutos, conseguiu o segundo gol, com a ajuda do VAR. Após escanteio pela direita, João Victor desviou na primeira trave e Róger Guedes, na segunda, ganhou no alto e tocou de cabeça para Gustavo Mantuan, livre, empurrar para a rede. O árbitro de vídeo, após demora de dois minutos, validou o 2 a 0.

Willian ainda seguiu dando seu show no Nilton Santos. Aos 43 minutos, em uma tabela sensacional entre o meia-atacante e Paulinho, com direito a toque de letra, Willian entrou livre na área pela esquerda, levantou a cabeça e rolou para Lucas Piton. O lateral-esquerdo chutou forte e ampliou para o Corinthians pouco antes do intervalo.

Atordoado, o Botafogo foi vaiado para os vestiários pela sua torcida, que esgotou os ingressos para a partida. Para o segundo tempo, Luís Castro fez três substituições de uma vez só e elas surtiram efeito. O clube carioca passou a ter mais a posse de bola e começou a finalmente pressionar o Corinthians.

Aos 19 minutos, o Botafogo conseguiu um pênalti em um lance imprudente de Roni, que acertou Matheus Nascimento na hora de tirar a bola. Na cobrança, aos 20, Diego Gonçalves diminuiu com um chute no canto direito de Cássio.

Mesmo com o gol sofrido, o Corinthians não mudou sua postura de esperar os espaços dados pelo Botafogo, que foi todo ao ataque. o que se viu, então, foi uma sucessão de chances de gol desperdiçadas pelos dois times até o apito final.

Gazeta Esportiva (foto: Rodrigo Coca/assessoria)

Nenhum comentário: