Título do Pan-Americano Júnior e prêmios individuais para a nova geração do vôlei brasileiro - Na Cara do Gol MT

Últimas Notícias

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Título do Pan-Americano Júnior e prêmios individuais para a nova geração do vôlei brasileiro

 


Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) 

A vitória sobre o México por 3 sets a 0 (25/17, 25/21 e 25/20), na noite de terça-feira (30.11)  garantiu à seleção brasileira masculina sub-23 a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos Júnior. Além do título, os vários prêmios individuais conquistados pelos comandados do técnico Renan mostram o resultado do trabalho de renovação e que uma nova geração chega forte para manter a tradição brasileira de conquistas internacionais. O ponteiro Adriano, de 19 anos, teve grandes atuações foi eleito o melhor jogador (MVP) e ficou com o prêmio de melhor saque.  O levantador Orlando, também de 19 anos, foi eleito o melhor da sua posição; e o central Pietro, de 20, o melhor bloqueador.

“Estamos muito felizes com a vitória e por representar bem o Brasil. Tudo ficou mais fácil com a liderança do Renan. Ele nos ajudou e motivou durante toda a competição. Nós ganhamos como um time e só temos a gradecer o apoio de todos. Foi um campeonato difícil, com equipes que não conhecíamos, mas com toda a nossa garra, torcida e apoio da comissão técnica ficamos com o título e a vaga”, vibrou Adriano.

Para Julia Silva, gerente de seleções da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), a conquista é um passo importante no trabalho planejado para os próximos ciclos olímpicos.

“Ficamos muito felizes com a oportunidade de ganhar experiência e rodagem que esses jovens atletas tiveram na competição. Essa conquista mostra que estamos no caminho certo no planejamento de desenvolvimento esportivo para os próximos ciclos olímpicos. Parabéns aos atletas e à comissão técnica por todo o comprometimento e dedicação para alcançar mais essa conquista para o voleibol brasileiro”, destaca Julia.

O técnico Renan destacou a oportunidade de trabalhar com novos talentos e elogiou o desempenho apresentado na Colômbia.

“Essa competição foi um grande desafio. A nova geração comprou a ideia desse projeto e ficamos muito felizes. Eles assumiram a responsabilidade, e estar ao lado desses garotos nesse momento de transição foi importante. Eles se comprometeram nos treinamentos e cresceram muito durante a competição. Foi prazeroso ver esses garotos no pódio com brilho nos olhos. Eles ainda vão dar muitos frutos para o voleibol brasileiro. Foi muito bacana ter vivido isso e sermos campeões da primeira edição dos Jogos Pan-Americanos Júnior. O trabalho continua, esses jovens nos enchem de vontade de continuar trabalhando firme para mostrar que o Brasil está em um bom caminho para o futuro”, diz Renan.

Três brasileiros ficaram com prêmios individuais(Victor Calvo)

O Brasil disputou os Jogos Pan-Americanos Júnior com os levantadores Gustavo Orlando e Rafael Foster, os ponteiros Adriano, João Franck, Maicon e André Luiz; os centrais Paulo Sérgio, Pietro e Kelvin; os opostos Guilherme e Lucas; e o líbero Vitor Yudi.

JOGOS PAN-AMERICANOS SUB-23 MASCULINO

Primeira rodada

26.11 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 República Dominicana (25/21, 25/19 e 25/16)

27.11 (SÁBADO) – Brasil 3 x 0 Chile (25/20, 25/22 e 25/23)

28.11 (DOMINGO) – Brasil 3 x 2 México (19/25, 25/15, 25/23, 23/25 e 15/7)

29.11 (SEGUNDA-FEIRA) – SEMIFINAL - Brasil 3 x 0 Colômbia (25/15, 28/26 e 25/15)

30.11 (TERÇA-FEIRA) – FINAL - Brasil 3 x 0 México (25/17, 25/21 e 25/20)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Nenhum comentário: