Bahia vence Fluminense e empurra momentaneamente o Cuiabá para zona de rebaixamento - Na Cara do Gol MT

Últimas Notícias

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

Bahia vence Fluminense e empurra momentaneamente o Cuiabá para zona de rebaixamento

 


O Bahia atropelou o Fluminense no primeiro tempo e conquistou um importante resultado na briga contra o rebaixamento: 2 a 0, neste domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Fluminense voltou a sofrer fora de casa e decidirá vaga para Libertadores na última rodada – está a uma vitória do objetivo. Já o Bahia continua vivo na luta contra o rebaixamento – pulou para a 15ª colocação, mas precisa secar Juventude e Cuiabá, que ainda jogam na rodada.

Com a vitória, fica em 15º Bahia, Juventude em 16º  e Cuiabá 17º (entrando na zona de rebaixamento), com 43 pontos cada. Mas, Cuiabá e Juventude tem um jogo a menos. Nesta segunda-feira, na Arena Pantanal, o Cuiabá encara o Fortaleza e tem que vencer buscar se manter na Série A.

O jogo
O Fluminense praticamente não viu a cor da bola na primeira etapa. O Bahia colocou um ritmo alucinante no começo do jogo. Depois, quando justamente o Flu esfriou o duelo, o clube baiano aproveitou dois vacilos do rival e deu o bote.

Com 51 pontos, o Fluminense está na sétima colocação – pode perder uma posição após o duelo entre Ceará e América-MG. Na última rodada, o Flu recebe a Chapecoense, nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. O Bahia entra em campo no mesmo dia e horário e enfrenta, fora de casa, o Fortaleza.

O jogo – O duelo começou animado. Logo no primeiro minuto, após cobrança de falta, Fred chutou para fora e perdeu chance. O Bahia, então, partiu com tudo para o ataque. Gilberto, aos três, emendou um voleio para fora.

Também teve polêmica. Aos nove, Gilberto desviou na área e a bola bateu na mão de Caio Paulista, que subiu de costas, mas com braços abertos. O árbitro Luiz Flavio de Oliveira deixou o lance seguir. O VAR, comandado por Igor Junior Benevenuto de Oliveira, não recomendou a revisão, para a bronca dos donos da casa, que queriam o pênalti.

O Bahia buscava sufocar o Fluminense. Rossi, de fora da área, assustou. Marcos Felipe precisou trabalhar, pois defendeu cabeçada de Rossi e depois parou o atacante em nova finalização.

O Fluminense conseguiu segurar a pressão e diminuiu o ímpeto do Bahia. Entretanto, aos 35 minutos, após cobrança de escanteio, Luccas Claro desviou a bola com a mão. Pênalti. Gilberto cobrou e fez: 1 a 0.

O Bahia ampliou na reta final do primeiro tempo. O Fluminense vacilou, perdeu bola no meio de campo e deu contra-ataque. Gilberto foi lançado e, percebendo Marcos Felipe adiantado, tocou por cobertura: 2 a 0.

Marcão voltou com duas mudanças: colocou Martinelli e Cazares no lugar de André e Caio Paulista. Danilo Barcelos vacilou e quase viu Rossi ampliar, mas Marcos Felipe saiu bem para salvar o Fluminense. Yago Felipe quase contou com erro de Danilo Fernandes, que se atrapalhou em defesa que parecia simples. A bola bateu na trave e correu quase que pela linha, até a zaga afastar.

Já Luiz Henrique, após cobrança de falta, desviou e quase diminuiu para o Fluminense. A resposta do Bahia foi em contra-ataque. Juninho Capixaba, que acabara de entrar, avançou pela esquerda e soltou a bomba. Marcos Felipe mandou para escanteio.

Manoel e Rossi se estranharam em campo e foram expulsos. O Bahia ainda perdeu chance clara no fim. Já o Fluminense não teve forças para buscar uma reação e perdeu o sexto jogo seguido fora de casa.

1 Atlético Mineiro (campeão) 84
2 Flamengo 71
3 Palmeiras 62
4 Corinthians 57
5 Fortaleza 55
6 Bragantino 53
7 Fluminense 51
8 América MG 49
9 Ceará 49
10 Internacional 48
11 Atlético GO 47
12 Santos 46
13 Athletico PR 45
14 São Paulo 45
15 Bahia 43
16 Juventude 43
17 Cuiabá 43
18 Grêmio 40
19 Sport 34
20 Chapecoense  15

Nenhum comentário: