Cuiabá se junta a 18 clubes da Série A por criação de Liga para organizar o Brasileiro - Na Cara do Gol MT

Últimas Notícias

quarta-feira, 16 de junho de 2021

Cuiabá se junta a 18 clubes da Série A por criação de Liga para organizar o Brasileiro

 


O Cuiabá Esporte Clube se juntou a outros 18 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro para planejar a criação de uma Liga para organizar o Nacional. O documento, que levou a assinatura do presidente do Dourado, Alessandro Dresch, e dos demais dirigentes, foi entregue na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta tarde. 

Na sua rede social, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, divulgou o acordo, que não contém apenas a assinatura do Sport dentre os times da elite. O Leão está sem mandatário, já que Milton Bivar renunciou ao cargo e uma nova eleição ainda será marcada. Os times da Série B também serão convidados.

O objetivo dos clubes é conquistar uma maior participação nas decisões institucionais e na gestão da CBF, incluindo a votação igualitária nas eleições para escolha do presidente e vice. Atualmente, as equipes até participam da Assembleia Geral Eleitoral, que se reúne para eleger o mandatário da CBF, mas têm peso menor nas votações.

“Há muito o que fazer, e isso começa já. Por novo calendário, mais planejamento, investimentos e receitas. Por democracia, com equilíbrio, união e trabalho. Sem conflitos, sem ressentimentos. Nós, clubes de futebol, queremos chegar mais próximo do que cada brasileiro espera de nós”, escreveu Bellintani.

Conforme aponta o artigo 24 do estatuto da CBF, cabe à própria Assembleia Geral Administrativa admitir e reconhecer a vinculação de Ligas constituídas ou organizadas por entidades de prática desportiva.

Confira o documento assinado pelos clubes na íntegra:

“Por unanimidade dos presentes, 19 Clubes da Série A do Futebol Brasileiro – em razão de diversos acontecimentos que vêm se acumulando ao longo dos anos e que revelam um distanciamento total e absoluto entre os anseios dos clubes que dão suporte ao futebol profissional brasileiro e a forma como que é gerida a CBF – reunidos nesta data, decidiram adotar postulações e resoluções na forma abaixo elencada:

Requerer a imediata alteração estatutária que consagre uma maior participação dos Clubes nas decisões institucionais e na gestão da CBF, admitindo-se os clubes como filiados desta entidade;

Dentre os itens desta alteração estatutária, necessariamente deve ser incluída a votação igualitária nas eleições para escolha do Presidente e Vice-Presidentes da CBF, sendo certo que Federações e Clubes das Séries A e B terão seus votos contados de forma unitária e com o mesmo peso entre si;

Ainda no que se refere à alteração estatutária, inclui-se o fim dos requisitos mínimos para inscrição nas chapas concorrentes à eleição desta entidade, abolindo-se a necessidade de apoio de 8 (oito) federações e 5 (cinco) Clubes, permitindo-se o lançamento de chapas que tenham o apoio expresso de, ao menos, 13 eleitores independente de serem clubes ou federações;

Comunicar a decisão da criação imediata de uma Liga de futebol no Brasil, que será fundada com a maior brevidade possível e que passará a organizar e desenvolver economicamente o Campeonato Brasileiro de Futebol. Além dos Clubes signatários, os Clubes da Série B serão convidados a integrara a Liga.

Os clubes adotarão medidas efetivas para consumar a sua associação, para, de forma organizada, exercerem a administração do futebol brasileiro e do seu calendário.”

Só Notícias com Gazeta Esportiva (foto: divulgação)

Nenhum comentário: