Principal palco do esporte altaflorestense, Ginásio Pezão passa por recuperação - Na Cara do Gol MT

Últimas Notícias

sexta-feira, 15 de abril de 2022

Principal palco do esporte altaflorestense, Ginásio Pezão passa por recuperação

 




Perto de completar seus 40 anos o piso do principal palco esportivo de Alta Floresta passa por reformas. Sem ser utilizado desde o início de 2021 em virtude das fortes chuvas que alagaram a quadra e danificaram o mesmo, o piso de Paviflex está sendo retirado e no seu lugar estará sendo feito uma pintura de tinta para piso e resina. Um material com qualidade abaixo do ideal para um palco que já recebeu importantes competições esportivas, como Campeonato Brasileiro de Voleibol, Copa Mato Grosso de Futsal e várias etapas dos Jogos Escolares e de Seleções de Mato Grosso além das principais competições esportivas do município.

O local já recebeu também rodeios, desafio de artes marciais, show de cantores nacionais, show de freestyle, bingos, encontros políticos e religiosos, sempre com a presença de grande público.

Mas, um dos grandes momentos vividos nesse palco foi a conquista do primeiro título da Copa Centro América de Futsal no ano de 1999. Um título acompanhado de perto por mais de 3.5 mil pessoas.

A recuperação em caráter de emergência se faz necessário em virtude da realização dos Jogos Regionais Escolares e de Seleções Matogrossense que acontecerá em Alta Floresta no período de 13 a 18 de Maio.

De acordo com o secretário de esportes Pedro Salustiano, após esse recuperação do piso, inicia-se uma nova etapa: a busca por parcerias para a colocação de um piso de polipropileno, ideal para a prática esportiva. O piso de polipropileno e feito de um plástico altamente resistente ao impacto, umidade e agentes biológicos sendo de fácil manuseio. O piso esportivo de polipropileno é ideal em diversos níveis, com fácil instalação, o piso modular pode ser facilmente colocado sem o uso de cola ou outros elementos químicos.

Os pisos esportivos de polipropileno possuem também baixos custos de manutenção, praticamente zero, e a limpeza é facilitada, bastando detergentes básicos e água. Com responsabilidade ambiental, o produto é totalmente reciclável e reutilizável, com um ciclo de vida longo e substituível. Ao final de sua vida útil como piso, é triturado e reutilizado como matéria-prima para novos produtos.

Lembrando que no dia 15 de outubro de 1985 o ex-prefeito Edson Santos assinou a Lei de nº 083/85 que deu ao Ginásio de Esportes o nome de Centro Esportivo Prefeito Edson Santos que mais tarde passou a se denominar Complexo Esportivo Geraldo Ramos, Ginásio Pezão.

 

Fonte: MT Esporte


Nenhum comentário: