Fluminense bate a Chape no Maracanã e vai para a Pré-Libertadores - Na Cara do Gol MT

Últimas Notícias

sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

Fluminense bate a Chape no Maracanã e vai para a Pré-Libertadores

 


O Fluminense confirmou as expectativas e venceu por 3 a 0 a Chapecoense, nesta quinta-feira, no Maracanã. Com o resultado, os tricolores terminaram o Campeonato Brasileiro com 54 pontos, na sétima colocação. Já os catarinenses fecham sua participação na Série A na lanterna.

Os cariocas não ficaram a frente do Bragantino na classificação. Com isso, o Fluminense vai disputar a Pré-Libertadores.

O Fluminense sofreu com o nervosismo no primeiro tempo. Só que na etapa final, os tricolores confirmaram a vitória com gols de David Braz, Luiz Henrique e Abel Hernández.

O Fluminense buscou pressionar a Chapecoense desde os primeiros minutos. No entanto, os tricolores só criaram sua primeira boa chance aos 12. Bobadilla aproveitou cruzamento, mas cabeceou em cima de João Paulo.

O lance foi o único de perigo dos donos da casa. O Fluminense sentiu o nervosismo pelo resultado e errava muito no setor ofensivo. A Chapecoense tentava avançar, mas sem qualquer organização. Os cariocas só voltaram a assustar aos 29 minutos. Arias aproveitou cruzamento e acertou o travessão.

Nos minutos finais, o Fluminense quase abriu o placar. Cazares cobrou falta e obrigou João Paulo a fazer grande defesa para salvar a Chapecoense. Depois foi a vez de Ignácio se antecipar e impedir a finalização de Bobadilla. Antes do intervalo, Arias ainda acertou mais uma vez a trave adversária.

No segundo tempo, os donos da casa voltaram com outra postura. O Fluminense pressionou e chegou ao gol aos três minutos. Após cobrança de escanteio, David Braz apareceu de joelho e mandou para a rede.

Os tricolores não diminuíram o ritmo e se mantiveram no ataque. Os cariocas chegaram ao segundo gol aos 13 minutos, com Luiz Henrique. O atacante chutou de fora da área e a viu pegar nas duas traves antes de ir para a rede.

Após os gols, o Fluminense diminuiu o ritmo. Com isso, permitiu que a Chapecoense fosse ao ataque com mais facilidade. Mesmo assim, os tricolores eram mais perigosos nos contra-ataques.

O panorama do jogo não mudou na parte final. O Fluminense passou a administrar o resultado, mas ainda encerrou o placar aos 45 minutos, com Abel Hernández, para dar números finais no Maracanã.

Gazeta Esportiva (foto: Lucas Merçon/arquivo/assessoria)

Nenhum comentário: