Cuiabá precisa de mais 31 pontos para permanecer na Séria A do próximo ano - Na Cara do Gol MT

Últimas Notícias

quinta-feira, 12 de agosto de 2021

Cuiabá precisa de mais 31 pontos para permanecer na Séria A do próximo ano

 


Na próxima terça, Jorge de Amorim Campos – ou simplesmente Jorginho, completa 57 anos, dos quais pelo menos 40 são dedicados ao futebol. Como lateral direito foi revelado no América-RJ, contratado pelo Flamengo em 1984, onde virou ídolo, campeão mundial com a seleção brasileira em 1994, nos Estados Unidos e seu currículo não cabe nesta página.

Sem dúvidas uma carreira de sucesso, como atleta. Como treinador, completou um mês no cargo a frente do Cuiabá, no dia 3 deste mês, sem ainda dar ao torcedor e à própria diretoria, a tranquilidade de que o clube não será rebaixado para a Série B. A diretoria do clube empresa já fez as contas e os torcedores também.

Com 14 pontos somados em 14 jogos e ocupado a 18ª posição o Dourado precisa voltar a vencer urgentemente, para somar os 31 pontos necessários e se manter na elite; e, olhando a tabela da competição, logo percebe-se que, apesar do nível técnico da competição ter sofrido um decréscimo absurdo em relação a 2019, por exemplo, a tarefa será das mais árduas.

Depois de receber o Athlético-PR, nesse domingo, na Arena Pantanal, o Dourado terá a frente uma sequência indigesta. Dia 18 (quarta) recebe o Grêmio no jogo adiado da terceira rodada; depois, dia 22, encara o Palmeiras no Allianz Parque; dia 28 o Fortaleza, no Castelão, e recebe o Santos, dia 4 de setembro.

Não tem ‘refresco”, vai encarar o Juventude-RS fora de casa na rodada seguinte, já pelo returno. Daí em diante o representante de Mato Grosso fará os jogos de volta, já com a missão de fazer a chamada ‘gordura’ e tentar recuperar os pontos perdidos no início do Brasileiro. É possível que até lá a CBF já tenha liberado parte do público nos estádios, restará saber se o futebol será o mesmo. Mais experiente, Jorginho terá a chance de salvar o Dourado de uma doída fisgada.

A Gazeta (foto: assessoria/arquivo)

 


Nenhum comentário: